terça-feira, 3 de julho de 2012

Eduardo chega à Região Oeste para prestar contas

O prefeito realizou a quarta rodada do ciclo de plenárias nesta segunda-feira (25) no Parque Guarani. Mais de 150 moradores participaram do encontro. A última reunião será no dia 4 de julho, às 19h30, no Ginásio de Esportes Ayrton Senna



A prefeitura de Várzea Paulista vem percorrendo os bairros da cidade desde o início de junho para ouvir a população e prestar contas dos feitos da administração e dos projetos e obras que ainda serão executadas até o final do ano. Na noite da segunda-feira (25), o prefeito Eduardo Pereira, ao lado do vice Lula Raniero e seu secretariado, se reuniram com moradores da Região 3 (Oeste) na CEMEB Palmira D’Almeida Rinaldi, no Parque Guarani. O encontro marcou a quarta rodada do ciclo de plenárias, programado para acontecer em seis regiões e atender todos os bairros da cidade.

A representatividade da região mais populosa da cidade foi proporcional ao seu tamanho. A plenária recebeu cerca de 150 pessoas, que além de ouvir do prefeito todas as informações sobre o que foi executado na cidade nos últimos sete anos e as realizações para os próximos seis meses, tiveram a oportunidade de conhecerem como se dão os processos burocráticos, os investimentos do dinheiro público e, também, de manifestar suas dúvidas, expor seus pensamentos e saírem do encontro com a maioria dos pontos esclarecidos pelo prefeito e sua equipe.

O vice-prefeito Lula Raniero destacou a importância daquele momento no processo de participação popular e transparência. “O prefeito Eduardo e grande parte dos secretários municipais estão percorrendo os bairros para prestar contas e ouvir as pessoas, porque assim sempre fizeram e porque este governo entende ser esta a única forma de construir o desenvolvimento da cidade. Hoje é a vez da região oeste e devemos aproveitar o momento para se informar e sanar todas as dúvidas”, disse Lula na abertura do evento.

O prefeito Eduardo Pereira ressaltou o orgulho de governar com a participação das comunidades e ter a oportunidade de ser recebido pela população nos bairros. “Considero que prestar contas é uma obrigação do governante, mas confesso que faço isso com muita satisfação. Nossa política de gestão participativa e democrática promove esta relação diariamente, mas se pudesse a faria pessoalmente com maior intensidade”, declarou Eduardo.

Os moradores e o prefeito
Para Ení da Silva Pereira, 46, moradora há 15 anos no Jardim Gianfrancesco, a população precisa saber com detalhes o que está sendo feito na cidade e nada melhor do que ouvir do próprio prefeito. “É claro que a região carece de muitas benfeitorias, mas não podemos negar que recebeu muitas obras. O mais importante deste encontro foi conhecer do próprio prefeito o que ainda será feito e, principalmente, quando será feito”, disse Eni.


Daniel Andrade, 27, nasceu e até hoje mora no Jardim Bertioga. “Estas plenárias vem consolidar o processo participativo do governo Eduardo. Gosto da sua postura democrática. Ele não foge do debate”, opinou Daniel ao concluir: “Tenho a visão de que o outro lado da cidade recebeu mais obras e ao mesmo tempo entendo que se fez necessário. Acredito que a revitalização do córrego Bertioga trará um novo desenvolvimento para nossa região”, declarou.


Para Antonio Ferreira da Silva, 52, morador há 23 anos no Parque Guarani, a prestação de contas é um dever do prefeito, assim como a população deve ter a consciência de participar. “Acho justo que o prefeito venha prestar contas à população. Entendo que foi feito bastante coisa na nossa região, mas também entendo que há muito por fazer e melhorar e pelo que estamos vendo o governo está consciente disso”, opinou.





Transformação efetiva da cidade
O prefeito mostrou algumas ações que foram realizadas para corrigir problemas históricos da cidade e promover a autoestima dos varzinos, como: acabar com a falta de água nas torneiras; erradicar o trabalho infantil; urbanizar a Vila Real e outras comunidades; acabar com o lixão e construir o Parque das Orquídeas; conquistar o primeiro hospital público; quadriplicar o número de asfaltos; quadriplicar o número de beneficiados pelo Programa de Transferência de Renda (Bolsa Família), saindo de 863 em 2005 para 3.232 famílias em 2012; reformar, ampliar e construir novas unidades básicas de saúde e escolas municipais; elevar cinco vezes o número de vagas em creches (261 em 2005 para 1.230 em 2012); distribuir gratuitamente uniforme e material escolar aos alunos da rede municpal; elevar os índices de desempenho na saúde e na educação (entre os melhores da região); implantar projeto de efetivo desenvolvimento social, que inserido nas ações de Economia Solidária se tornou referência até internacional; revitalizar praças; duplicar e melhorar a infraestrutura de vias importantes, entre elas as avenidas Duque de Caxias, Arnold Gut e Fernão Dias. “Várzea Paulista é uma cidade que, efetivamente, se transformou”, afirma Eduardo.

Empreendedorismo e planejamento futuro
O prefeito explicou que após destravar o desenvolvimento da cidade com ações pontuais, iniciou-se um novo momento em Várzea Paulista. “Empreendedores começaram a ter outra visão da cidade e passaram a investir. Com a casa arrumada tivemos a possibilidade de executar um planejamento de médio e longo prazo, que Várzea nunca teve”, afirma o prefeito. O Várzea 2022 envolveu todas as secretarias, conselhos municipais, OP e a sociedade, que juntos definiram o planejamento da cidade para os próximos dez anos. Entre os empreendimentos privados citados pela prefeitura estão: o primeiro hotel (está sendo construído o segundo); a primeira faculdade; o banco Itaú abre sua segunda agência; novas lojas se instalam na cidade, entre elas Maravilhas do Lar e Caedu. Além do boulevar Vila Inglesa, em breve outros centros comerciais serão inaugurados, entre eles: o Chácara Mall (que terá uma loja do Habib’s) e o shopping Center. Além de novos prédios para empreendimentos comerciais e residenciais. Com esse desenvolvimento a cidade implantou seu Plano Diretor e um novo Centro está sendo projetado.

Um semestre de realizações
Faltando seis meses para completar um governo de oito anos, o prefeito Eduardo Pereira diz sentir-se em uma maratona. “Quando olho para a linha de chegada e consigo enxergar a realização dos meus compromissos, sinto que as forças são renovadas”, comemora Eduardo antes de falar sobre a série de obras que serão entregues até dezembro, entre elas: pavimentação de todas as ruas da cidade (exceto regiões de chácaras); primeira maternidade; Unidade de Pronto Atendimento (UPA); Centro Cirúrgico; mais três Unidades Básicas de Saúde (UBS); Pró-Infância; campos de futebol do Cruz Alta e Marajó; inaugurações do novo CRAS Norte e do Centro de Referência da Mulher, além da grande obra de revitalização do córrego Bertioga, iniciada recentemente.

Uma nova Região Oeste
Quando as obras de revitalização do córrego Bertioga forem totalmente concluídas, estará corrigido outro problema histórico e a cidade ganhará uma nova Região Oeste, muito mais valorizada. Eduardo explica que foram muitos os erros no passado e os córregos se tornaram um dos principais problemas da cidade, com as ruas construídas muito em cima deles. “O Bertioga é o maior córrego da cidade. Sua revitalização é um projeto grandioso com investimentos que superam R$ 10 milhões, que envolve, inclusive, a construção de um piscinão para resolver o problema de enchentes e de um lindo parque linear. A previsão é de um ano e meio e deve ser finalizada no final de 2013. O prefeito não pode ter medo de projetar e executar obras grandes e é isso que estamos fazendo”, afirma Eduardo.

Entre as realizações na Região Oeste foram destacadas: reformas das escolas Palmyra D’Aurora Rinaldi, Luiz Fioresi e Maria Aprilanti; construção da CEMEB Padre Wilfrido Wieneke; instalação do CRAS Oeste; reforma e ampliação da UBS da Vila Popular; construção de Praça na Vila Popular; urbanização de área de lazer na Vila Popular; pavimentação da Avenida dos Manacás e Rua Potiguara; recapeamento das Ruas José Rabello Portella e Padre Jordan; construção do muro de arrimo na Rua José Rabello Portella; construção da Viela Itaim; reforma da viela na Rua José Rabello Portella e iluminação especial em mais de 20 vielas na região. “Quando os loteadores construíram estas vielas não foi pensando na passagem de pedestres e sim para dar vasão às águas da chuva, já que não construíam as bocas de lobo. Aos poucos vamos corrigindo esses erros do passado, como é o caso, também, dos asfaltos de má qualidade”, revela Eduardo.

O ciclo chega ao fim
Na noite da quinta-feira (28) foi realizada a quinta rodada do ciclo de plenárias para prestação de contas, na CEMEB Erick Becker, no Jardim Cidade Nova II. A última reunião será no Ginásio de Esportes Ayrton Senna da Silva (Jd. Maria de Fátima), na quarta-feira (4/7) às 19h30. Para mais informações ligue no telefone: 4606-0548. Participe.

STOCK DE FOTOS (fotos de Eder Jr)




Nenhum comentário:

Postar um comentário